colunistas

VILA DO SOSSEGO

VILA DO SOSSEGO

Zé Ramalho recorda o primeiro show no Teatro Santa Roza, intitulado “Atlântida”, o primeiro show de rock da Paraíba “Zé Ramalho e os Filhos de Jacó”, que teve produção de Eduardo Stuckert e Onaldo Mendes, com cartaz de Raul Córdula,e “Os 3 Aboios Diferentes”, com Zé Ramalho, Jarbas Mariz e Hugo Leão. Relembra ainda a “Vila do Sossego”, uma casa que realmente existiu em João Pessoa, onde o cantor morou e reunia cantores, atores e outros artistas numa verdadeira meca da produção cultural paraibana. No show de despedida, “Um Dia Antes da Vida”, Zé cravou um facão na viola e no palco, partindo em seguida para o Rio de Janeiro.

  • O HERDEIRO DE AVÔHAI

    Zé Ramalho e o réquiem para o circo 

    O fim de um circo e o início de uma grande carreira. Assim pode ser descrita a relação do cantor Zé Ramalho com o “Réquiem  para o Circo”. Logo após o grande show do “Réquiem” no Teatro Santa Roza, em João Pessoa, o produtor cultural paraibano Eduardo Stuckert seguiu  para o Rio de Janeiro, onde já se encontravam o compositor Zé Ramalho e o  produtor Onaldo Mendes, que produzia o primeiro Show Musical de Zé Ramalho – no Rio de Janeiro – intitulado “Sopa de Morcegos na Boca  do Rock”, com participação especial de Geraldo Azevedo, Bruce Henry e de Zezé Mota, no Teatro Opinião.
    Um segundo e inesquecível momento na carreira de Zé Ramalho foi justamente o memorável show realizado no Parque Lage (Jardim Botânico), no Rio. Na verdade, o show foi uma espécie de prolongamento do “Réquiem” realizado em João Pessoa. Capitaneado por Onaldo Mendes e Eduardo Stuckert, o evento teve a distribuição da Revista “Made in PB” contendo a história do “Réquiem para o Circo”, com crônicas de Adalberto Barreto (Não Tem Mais Espetáculo), Carlos Aranha (Nossa Vida de Circular Espetáculos), Zé Ramalho (Contudo não sou eu quem vai desvendar os segredos do Ingá) e Bento da Gama (A Bailarina Andrógena), entre outros, e um disco compacto com as músicas lançadas no “Réquiem”.
    Na sequencia, o grande show no teatro João Caetano com participações de: Zé Ramalho, Jackson do Pandeiro, Fagner e Moraes Moreira. Daí, diante dos acontecimentos, a cantora Vanusa gravou o Avôhai e logo em seguida o Zé gravou seu primeiro disco solo, "Zé Ramalho", que contém a maioria das obras primas do cantor. A partir daí estava lançada a carreira nacional do cantor paraibano Zé Ramalho.

Strict Standards: Non-static method Zend_Filter_Int::filter() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /home/mapaguiapb/library/Util/FrontendController.php on line 89